Quais são os principais fatores que levam uma pessoa a querer participar de algo e fazer algum trabalho ou atividade? O que estas pessoas querem em troca?

Dinheiro, obviamente, é a opção que primeiro vem em mente. Alguns outros fatores típicos são recompensas, prêmios, bônus, reconhecimento e status.

Mas porque alguém dedicaria uma boa parte de seu tempo livre para fazer um trabalho de graça?

Porque há milhares de voluntários do Wikipedia que gastam seu tempo fazendo a qualificação do conteúdo submetido, um trabalho muitas vezes penoso e maçante, sem ter em troca nenhuma remuneração, premiação ou reconhecimento?

Porque um engenheiro de software se dedicaria ao difícil trabalho de correção de um bug no sistema operacional Linux, sistema este desenvolvido por uma legião de programadores voluntários?

Porque as pessoas se dedicam aos seus hobbies, gastam boa parte de seu tempo para aprender a tocar um instrumento, pintar quadros ou participar de um trabalho social, sendo que poderiam utilizar este tempo para fazer algo mais rentável?

As pessoas que fazem isso têm um propósito maior, uma missão maior, um senso de pertencimento. Elas querem fazer parte de um movimento grande e inspirador. E elas sentem orgulho por isto.

Existem dois tipos de motivação que movem as pessoas a se dedicarem às suas atividades: a motivação extrínseca e a motivação intrínseca.

A motivação extrínseca é movida por recompensas. Quando você se dedica ao trabalho para receber seu salário e se esforça ainda mais para receber seu bônus no final do ano. Quando alguém compra um carro luxuoso para demonstrar status. Quando alguém se esforça para tirar uma foto incrível para postar no Instagram e ganhar um monte de likes. A motivação extrínseca oferece a oportunidade de receber recompensas concretas.

Já a motivação intrínseca é movida por propósito e satisfação. Com a motivação intrínseca, as pessoas se mobilizam, se dedicam, se esforçam em busca de fazer parte de uma missão que tenha um propósito, paixão, curiosidade ou que permitam se expressar. A motivação intrínseca não exige uma recompensa direta, ela é movida pela vontade de fazer parte de algo.

O melhor dos mundos é fazer alguma coisa em que você seja movido tanto pela motivação extrínseca quanto pela intrínseca ao mesmo tempo. Imagine um trabalho em que você acorde com enorme motivação e chegue animado com seu dia e com os desafios que você tem pela frente, e ainda receba sua remuneração! Por mais inacreditável que pareça, isso existe, eu garanto.

Mas há conflitos claros entre as motivações intrínseca e extrínseca. Um experimento social foi feito uma vez, onde começaram a pagar uma pessoa que tinha paixão pelo desenho, e levava esta atividade como um hobby. Inicialmente esta pessoa faz seus desenhos extremamente motivada, afinal, além de fazer o que ama, ainda está recebendo dinheiro! Mas a experiência consistia em, gradativamente, reduzir a remuneração desta pessoa até que atingisse um valor muito baixo. Essa pessoa, que inicialmente desenhava de graça, começa a se sentir explorada e perde a motivação para fazer seus desenhos. Neste caso, a motivação extrínseca minou a intrínseca. Algumas estratégias de motivação extrínseca, como painéis de top performers, costumam gerar este efeito negativo e devem ser utilizados com bastante cuidado.

Algumas empresas entendem e aplicam muito bem os conceitos de motivação intrínseca e extrínseca, e por este motivo se diferenciam no mercado.

A Apple, por exemplo, conhece bem estes conceitos e conquistou um público cativo que se comporta como um fã-clube. Um applemaníaco quer o comprar o iPhone recém-lançado antes mesmo de saber o que virá nele, simplesmente porque se sente parte de um grupo, e admira tanto a marca que tem certeza de que não vai se decepcionar.

Para garantir a competitividade em um mundo com sobrecarga de informação e de ofertas, as empresas precisam engajar seu público de forma diferenciada. Não basta oferecer um produto de qualidade e preço acessível – estas são motivações extrínsecas para o consumidor. Cada vez mais, é necessário buscar as motivações intrínsecas, criar mais propósito, uma missão maior, um senso de pertencimento para o público.

Qual é a sua missão?

Categorias: Sem categoria

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *